Almir Rizzatto

SEO no jornalismo digital: um “mal” necessário

SEO no jornalismo digital: um “mal” necessário

Precisamos falar sobre SEO no jornalismo digital. Sim, porque, por incrível que pareça, ele ainda é mal visto por profissionais da área. E isso acontece por apenas um motivo, até contraditório para jornalistas: falta de informação.

Foi-se o tempo que “fazer SEO” era repetir determinada palavra-chave no texto. E muitas vezes, em todas as frases. Isso existia, é verdade, mas faz tempo. A inteligência artificial evoluiu demais nos últimos tempos. E veja só: quem ainda tenta burlar o sistema é punido.

Hoje, sinceramente, não faz mais sentido essa má fama. O texto não fica “robotizado” nem com qualidade duvidosa. Com a prática, fica até imperceptível

A tecnologia está aí para nos ajudar a gerar melhores resultados e é nossa aliada também no jornalismo. Por isso, vamos usá-la! Tenho certeza que tudo ficará mais claro para você ao longo deste artigo.

Mas, afinal, o que é SEO?

Antes de detalharmos a importância do assunto, vamos entender o que é este tal de SEO. O Search Engine Optimization (otimização para mecanismos de busca) é, resumidamente, um conjunto de técnicas para que tudo o que produzimos na internet seja “lido” pelos robôs dos buscadores. E aqui estamos falando principalmente de Google, claro, mas também de Bing e Yahoo.

Você deseja que um artigo ou uma reportagem escrita por você apareça no primeiro resultado do Google quando alguém buscar por determinado assunto? Pois então, sem as técnicas de otimização, dificilmente isso será possível.

Ou seja, um material bem elaborado, que demandou pesquisas, entrevistas e muita dedicação, pode ficar escondido para sempre na internet. Em contrapartida, se ele tiver SEO, pode ficar, durante anos, em destaque nos buscadores. Isso terá reflexo na audiência, no número de leitores impactados, em curto e longo prazos. Daqui a anos esse texto pode ter mais acessos por dia do que na época que você escreveu. É ou não é sensacional?

Os robôs dos buscadores fazem varreduras periodicamente em tudo que entra na web, mas imagine a quantidade de páginas que são publicadas diariamente. Se pudermos facilitar o trabalho deles – isso quer dizer SEO –, melhor. Principalmente para nós.

Como aplicar o SEO no jornalismo digital

Uma coisa precisa ficar muito clara: conteúdo para impresso é um e, para online, outro. Numa das turmas do meu curso de SEO para jornalistas, entre os alunos estava um dos meus professores de faculdade. Ele é responsável por um tradicional jornal em Santos. Perguntei como eles reproduziam no site tudo o que era publicado no papel. A resposta que eu imaginava se confirmou: “Ctrl C + Ctrl V”.

O arcaico “copia e cola” do jornal para a internet ainda é uma prática muito comum nas redações. Lembro que fazíamos isso na minha época de Folha Online (hoje Folha.com), lá no início dos anos 2000. Mas, passados quase 20 anos, tudo continua igual em muitos veículos. Inacreditável…

Obviamente, texto para impresso não precisa se preocupar com SEO. Mas, conteúdo online, sim! Claro! Então, quem ainda dá “Ctrl C + Ctrl V” está fazendo tudo errado? Exatamente! Os materiais que saem no jornal precisam ser adaptados para formato web. Caso contrário, sem o SEO no jornalismo digital, não conseguiremos bom posicionamento nos buscadores.

Dicas para escrever com as técnicas

O Google tem centenas de fatores de ranqueamento, mas, adotando essas técnicas abaixo, você já começa a ter resultados:

1) Defina uma palavra-chave, que não é, necessariamente, apenas uma palavra. Pode ser um termo, como “dicas de SEO”. Você quer que seu conteúdo apareça em destaque no Google quando alguém buscar por qual expressão? A resposta para esta pergunta é a palavra-chave.

2) Use o termo no título.

3) Coloque a palavra-chave também na url (link).

4) Criei intertítulos com a expressão.

5) Espalhe o termo ao longo do texto, mas sem ficar muito repetitivo. Ele pode representar no máximo 2% do total de palavras do conteúdo. Ou seja: num material com 300 palavras, use a palavra-chave até 6 vezes.

Enfim, são várias outras técnicas, mas essas acima já são um bom início.

No meu curso de SEO, além de apresentar mais técnicas, também mostro diversas ferramentas sensacionais. Elas apontam quais palavras-chave são mais pesquisadas e, além disso, analisam as estratégias usadas por concorrentes, entre outras funções sensacionais.

Bem, espero que depois deste artigo você veja o SEO no jornalismo com outros olhos. Afinal, ele está mais para aliado do que vilão para nós, jornalistas.

Inscreva-se nos cursos presenciais ou online:

  • Curso de Marketing Digital para jornalistas

(Clique nas imagens e garanta sua vaga!)

Grátis: e-book para ajudar o jornalista no Marketing Digital 

Grátis: receba conteúdo diretamente em seu WhatsApp

Lista de transmissão de Marketing Digital para jornalistas

Sobre o autor | Website

Almir Rizzatto é jornalista, fundador da RZT Comunicação, especialista em Marketing Digital e instrutor do curso "Marketing Digital para jornalistas".

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!