Jornalista só pode fazer jornalismo?

Tempo de leitura: 1 min

Escrito por Almir Rizzatto

Recentemente, duas pessoas me chamaram, angustiadas, para tratar de assuntos parecidos envolvendo a atuação como jornalista.

A primeira foi durante o intervalo da turma 9 do meu curso de Marketing Digital para jornalistas. Em meio a tantas novidades e possibilidades de trabalho que eu tinha acabado de apresentar, ainda no início da primeira aula, a aluna me chamou num canto.

– Almir, me tira uma dúvida, que pode até ser boba: o que você está mostrando para nós é jornalismo?

– De grosso modo, não. Bom, né?

A expressão tensa dela deu lugar a um semblante sereno, seguido de um sorriso aliviado. Talvez por ela ter acabado de descobrir que, como jornalista, poderia fazer muito além do jornalismo tradicional. E muito mais do que ela imaginava para sua carreira.

Sim, porque somos condicionados a, como jornalistas, fazer apenas jornalismo. Entende-se por isso fazer jornal, revista, site, rádio ou TV. E “talvez” assessoria de imprensa. Ou seja, atuar com algo que seja diferente do que aprendemos na faculdade soa como prostituição, desabono à categoria.

É um enorme erro imaginar que todo jornalista quer atuar na imprensa. Admiro os que seguem até hoje numa redação e não se veem trabalhando de outra forma, mas nem todos têm esse perfil. E felizmente, pois, se fosse o contrário, as oportunidades de trabalho seriam ainda mais escassas, já que a cada dia temos menos veículos e menos vagas.

Jornalista x publicitário

O segundo contato recente foi feito por uma participante da minha lista de transmissão sobre Marketing Digital para jornalistas, no WhatsApp. Ela disse que assistiu a algumas palestras da Social Media Week e me questionou se este novo mercado para os jornalistas não conflita com os publicitários.

Sim, conflita. Assim como a atuação dos publicitários conflita cada vez mais com a nossa, especialmente quando eles fazem produção de conteúdo. Hoje, as áreas se convergem.

O mercado vem exigindo profissionais multi. Se você não tem na sua equipe alguém que possa fazer artes para redes sociais ou anúncios no Facebook, por exemplo, você, como jornalista, terá que fazer. Caso isso não te agrade, é melhor mesmo fazer jornalismo.

Participe da próxima turma do curso
de Marketing Digital para jornalistas!

Curso de Marketing Digital para jornalistas

Grátis: receba conteúdo diretamente em seu WhatsApp

Lista de transmissão de Marketing Digital para jornalistas

Você também vai gostar de:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta


*


*


4 Comentários

  • Eis meu dilema diário. Mas estou aprendendo a ver o mundo com olhos além da imprensa. Obrigada, Almir.

    1. Oi, Maristelly!

      Sim, entendo o dilema, mas é uma reflexão necessária. 🙂

      Sucesso!!!

      Bjo

  • Patrícia Motta disse:

    Concordo com você, Almir. E temos de tomar nosso lugar nesse mercado logo, pois é cada texto que leio! Só por Deus! rsssss Vamos entregar conteúdo com a qualidade que nós, jornalistas, sabemos fazer.

    1. Isso mesmo, Patrícia. Precisamos ocupar nosso espaço. 😉

      Bjo!

  • GRÁTIS: RECEBA MINHAS NOVIDADES EM SEU E-MAIL!

    Entre na nossa lista para ter acesso a conteúdos exclusivos e com prioridade. São artigos, videoaulas, e-books, convites para séries e muito mais... Faça agora mesmo seu cadastro!

    Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.