Almir Rizzatto

Assessor de imprensa precisa aprender Marketing Digital

Assessor de imprensa precisa aprender Marketing Digital

Na nova era da comunicação, uma coisa é certa: o assessor de imprensa precisa aprender Marketing Digital. Digo isso até por uma questão de sobrevivência. O jornalista que não vê nenhuma ligação entre essas áreas tem que rever urgentemente este conceito.

Com as mudanças na forma como as empresas estão se comunicando, a integração entre todos os braços da Comunicação e do Marketing é fundamental. Isso, por si, já explica a necessidade de capacitação em Marketing Digital para jornalistas.

E o conhecimento não é apenas para que o assessor entenda o que o departamento de Marketing, por exemplo, espera com as aparições da empresa na mídia. Serve, também, para que você esteja pronto para prestar serviços de Marketing Digital para o cliente ou a organização na qual atua. Mais cedo ou mais tarde surgirá essa possibilidade e é preciso estar pronto.

Por que o assessor de imprensa precisa aprender Marketing Digital?

1) Os clientes não se contentam mais com “apenas” exposição. Eles querem vender

Você já conseguiu um excelente espaço na mídia para um cliente e teve, como feedback dele, algo como: “Bacana, mas não recebi nenhum contato por essa aparição”? Eu já tive essa desagradável experiência, e mais de uma vez.

Sim, por mais que expliquemos o conceito de assessoria de imprensa, a questão do fortalecimento da marca, da mídia espontânea, ainda ouvimos reclamações desse tipo. E o motivo é simples: o cliente quer vender, quer ganhar dinheiro, quer resultado concreto.

Por isso, é cada vez mais difícil trabalhar somente com assessoria. É preciso atuar paralelamente com Marketing Digital para gerar leads.

2) Os clientes priorizam profissionais/agências que ofereçam um mix de serviços

Ser capaz de atender as diversas demandas do mercado é um diferencial, um grande atrativo. Dificilmente você verá um cliente disposto a te contratar para assessoria, fechar com outra agência para produzir conteúdo para o site, acertar com uma terceira para gerenciar as redes sociais e ainda ter um quarto fornecedor para fazer e-books. Isso, além de insano para o cliente administrar no dia a dia, torna o processo muito mais caro.

Então, você tem que estar preparado para atender todas as necessidades. Claro que dentro do que for possível, sem comprometer a qualidade do atendimento e dos serviços. Por isso o senso de parceria é tão fundamental nesta nova era da comunicação digital, na era das agências full service. Você pode repassar o job para um colaborador ou mesmo terceirizar para outra agência, mantendo tudo debaixo da sua “asa”.

Centralizar tudo em você vai gerar mais conforto, economia e segurança ao cliente.

3) O assessor de imprensa precisa escrever artigos e releases com técnicas de SEO

O Google é a maior vitrine para qualquer negócio. E como muitos artigos e releases enviados para a imprensa são publicados na íntegra na internet, seja em blogs ou sites, é muito importante que eles tenham técnicas de SEO.

Ou seja, os materiais precisam ser escritos de forma para rankear bem nos buscadores. De nada adianta o texto estar impecável se não for otimizado para se posicionar nas primeiras páginas no Google. Lembre-se: o cliente quer vender, quer contatos, quer leads.

Novos tempos, novas formas de comunicação.

4) Marketing Digital não é assessoria de imprensa e assessoria de imprensa não é Marketing Digital

Isso parece óbvio, mas, na prática… Inclusive porque a tendência é abraçarmos outros serviços, como produção de conteúdo para blogs e gerenciamento de redes sociais, como se fizessem parte das atribuições de assessor de imprensa. Tudo para “não perder o cliente”.

Já os clientes, muitas vezes, desconhecem as tarefas do assessor e acham que tudo que se refere à comunicação é responsabilidade do assessor.

E é aí que precisamos entrar em ação e nos posicionar, educar o mercado. São serviços independentes. Complementares, sim, e totalmente possíveis de serem realizados por um mesmo jornalista ou agência, mas que precisam ser negociados um a um.

Não podemos prestar diversos serviços e sermos remunerados por um. Caso contrário, o assessor de imprensa viverá o mesmo problema que colegas de redação estão passando, cada vez mais sobrecarregados e sem a devida remuneração. Mas essa valorização depende muito de nós.

Consultoria

Se você tem uma agência (mesmo que seja uma “eugência”) e precisa de ajuda para implementar serviços de Marketing Digital, conte comigo.

A consultoria te ajudará a visualizar como trabalhar com novos produtos, montar uma rede de colaboradores, identificar potenciais clientes e até precificar esses serviços digitais.

Participe da próxima turma do curso
de Marketing Digital para jornalistas!

Grátis: materiais para ajudar o jornalista no Marketing Digital 

E-book: Glossário de Marketing Digital para jornalistas

E-book Introdução ao Inbound Marketing para jornalisttas

E-book: Introdução ao Inbound Marketing para jornalistas

Agenda do curso de Marketing Digital para jornalistas

Curso de Marketing Digital para jornalistas

Grátis: receba conteúdo diretamente em seu WhatsApp

Lista de transmissão de Marketing Digital para jornalistas

Sobre o autor | Website

Almir Rizzatto é jornalista, fundador da RZT Comunicação, especialista em Marketing Digital e instrutor do curso "Marketing Digital para jornalistas".

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!